vereador Renato Cinco no Twitter vereador Renato Cinco no Facebook
 

Plenária do mandato do vereador Renato Cinco

2013 ainda não acabou, mas já vai entrar para a história. Milhares de pessoas ocuparam as ruas de todo o Brasil, empunhando diversas bandeiras (tarifa zero, mais verbas para a saúde e a educação, desmilitarização da PM etc.).

A cidade do Rio de Janeiro esteve no centro dos protestos: aqui foram realizadas as maiores manifestações do país. Nosso mandato participou ativamente de todo o processo. Passado o turbilhão, que deve retornar com toda a força em 2014, chegou a hora de voltar a conversar com nossos apoiadores para pensar os próximos passos. Nesse sentido, no dia 3 de outubro (quinta-feira) acontecerá uma plenária do mandato do vereador Renato Cinco (PSOL). A atividade será realizada, às 18h, no auditório do Sindjustiça (Travessa do Paço, 23, 13º andar). Estão todos/as convidados/as! (+)

Por que o Plano de Carreira de Eduardo Paes não nos serve: análise das emendas e do PL 442/13.

Nestes últimos dias, o Prefeito Eduardo Paes e sua secretária/economista esforçaram-se por enganar a população dizendo que o Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações (PCCR) valoriza os profissionais da educação. Apesar de afirmar estar aberto para discutir, ele se recusou a receber um grupo de parlamentares municipais, estaduais e federais de sete partidos diferentes.

Ao final, aprovou seu plano e as emendas apresentadas por seus aliados em uma Câmara dos Vereadores cercada pela Polícia Militar de forma árbitrária e ilegal. Mas o Plano foi aprovado junto com as misteriosas 29 emendas elaboradas pelo Executivo em conjunto com os vereadores da base governista que só foram publicadas oficialmente na última segunda-feira (30). O que elas representam em relação ao plano apresentado no dia 17/09 e rejeitado pela categoria na assembleia do dia 20/09? (+)

Câmara Municipal sitiada

Ainda são raros os dias em que a população carioca se mobiliza para acompanhar os trabalhos da Câmara Municipal do Rio Janeiro. Mas o dia 1º de outubro deste ano foi uma exceção: Milhares de profissionais da educação e apoiadores protestaram na Cinelândia contra a votação de um Plano de Carreira que não atende às demandas da categoria.

As forças policiais cercaram com grades todas as ruas de acesso à Câmara. O bloqueio tinha como objetivo impedir a entrada da população interessada em acompanhar o trabalho dos vereadores. Como o artigo 61 da Lei Orgânica, que garante a presença do público nas galerias, foi violado, nove vereadores, entre eles Renato Cinco, encaminharam hoje (02) à justiça um pedido de anulação da sessão. (+)

Audiência pública sobre remoções será remarcada

A audiência pública "Remoções por Grandes Projetos na cidade do Rio de Janeiro", que aconteceria sexta passada (27), foi adiada. Momentos antes da hora marcada para o inicio do evento, fomos informados que o presidente da Câmara Municipal, o vereador Jorge Felipe, de forma injustificável e apesar dos nossos protestos, proibiu a realização de qualquer atividade aberta ao público na Casa.

Entretanto, a mobilização em torno da audiência não foi perdida. Moradores de diversas comunidades ameaçadas de remoção ou já atingidas se reuniram ao lado da Câmara, na Ocupação Manoel Congo. As falas apontaram para a necessidade da organização de uma mobilização conjunta e para a remarcação da audiência pública o mais rapidamente possível. (+)

Pedras, noites e poemas: na luta de classes também se festeja

Essa sexta-feira (4), nascerá uma nova organização na esquerda brasileira e no PSOL. Uma organização "marxista revolucionária, democrática, feminista, ecologista, antiracista, antihomofóbica e libertária, à altura de nossos sonhos", conforme aponta a resolução política aprovada na conferência que decidiu a unificação entre o Coletivo Socialismo e Liberdade (CSOL), o Enlace e o Coletivo Luta Vermelha (CLV), além de iniciar diálogo com o Coletivo Opção Socialista (COS) e a Esquerda Libertária Anticapitalista (ELA). Para comemorar, às 18h30, o Sindjustiça (Travessa do Paço, 23, 13° andar) receberá o ato público de lançamento da organização. E, a partir das 22h, o Centro de Arte Maria Teresa Vieira (Rua da Carioca nº 85) será palco da festa Pedras, noites e poemas, inspirada nos versos de Paulo Leminski. (+)

Ato-show contra a privatização do petróleo na Praça XV

Nessa quinta-feira (2), Marcelo Yuka, Jards Macalé, Wilson Moreira, Noca da Portela e a banda El Efecto ocuparão a Praça XV, a partir das 16 horas, no ato cultural contra o leilão do Campo de Libra, principal campo de petróleo do Pré-Sal brasileiro. O evento será promovido pela campanha O Petróleo tem que ser nosso!, e comemorará também o aniversário da Petrobrás, símbolo da soberania brasileira sobre os recursos energéticos. (+)

Entre nessa!

- PSOL na rua: parlamentares do partido prestam contas de seus mandatos na próxima sexta-feira (04/10), 12h30, na Praça Mário Lago (também conhecida como Buraco do Lume).

Debate "O desafio da Desmilitarização e do Desendividamento na América Latina": Com a participação de militantes do Haiti, Honduras e Paraguai,  o evento contará também com o MST, o DCE da UFRJ e o coletivo Favela Não Se Cala, além da economista Sandra Quintela, do Instituto Políticas Alternativas para o Cone Sul (PACS), organizador do debate. Será na quarta-feira, 9 de outubro, às 18h30, no IFCS (Largo de São Francisco de Paulo, nº 1, Centro). (+)

Dia Nacional pela Legalização da Maconha e Combate ao Câncer: para reafirmar o caráter medicinal da maconha, a Rede Nacional de Coletivos e Ativistas pela Legalização da Maconha, criada durante o encontro Rio + 4:20, em 2012, resolveu propôr um ato pela legalização da maconha medicinal no mesmo dia do Dia Nacional de Combate ao Câncer - 27 de novembro. (+)


 

Mandato do Vereador Renato Cinco, Rio de Janeiro, PSOL.
Câmara Municipal, Pça Floriano, s/n, Cinelândia. Gabinete 504 - Anexo.
Telefone: 3814 2026.