Fora Crivella: novo pedido de impedimento do prefeito é rejeitado na Câmara

O prefeito que se elegeu dizendo querer cuidar das pessoas é o algoz que contrata “guardiões” com dinheiro público para intimidar a população e censurar a mídia. Os homens de Crivella vigiam portas de hospitais e impedem que o povo denuncie o caos do sistema de saúde, interrompendo reportagens e ameaçando profissionais da Comunicação.
Em vez de combater a Covid-19 ou investir mais em EPIs para diversos profissionais que trabalham em serviços essenciais, Crivella prefere usar dinheiro público para fazer política suja.
Ameaças à população e à imprensa não podem ser naturalizadas e muito menos financiadas com os recursos públicos. Por isso, a deputada Renata Souza do PSOL protocolou na terça-feira, 1º de setembro, um novo pedido de impeachment do prefeito.

Veja a intervenção do Cinco durante a sessão da Câmara:

FORA CRIVELLA! A admissão do novo pedido de impeachment de Crivella esteve em debate na Câmara. É difícil de acreditar,…

Publicado por Renato Cinco em Quinta-feira, 3 de setembro de 2020

 

Infelizmente, o pedido de abertura de processo de impeachment contra o prefeito Crivella não foi aprovado por muito pouco, o placar foi 25 contra e 23 a favor.
“Seguiremos na luta em defesa do direito do povo de expressar sua insatisfação com os governos e governantes. Os “guardiões do Crivella” não ameaçavam apenas a imprensa ou a Globo, mas também qualquer pessoa que ousasse reclamar. Vendo o que fazem com as câmeras ligadas, imagino o que fazem quando a imprensa não está vendo”, declarou Cinco em sua página no facebook ao término da votação.
Relembre os pedidos de impeachment de Crivella:

1) Julho de 2018: Fale com a Márcia – denúncia rejeitada.

2) Setembro 2018: Campanha utilizando a Comlurb – denúncia rejeitada novamente.

3) Junho 2019: Contratos de mobiliário urbano – denúncia recebida, impeachment rejeitado.

4) Julho 2020: Desrespeito às recomendações da Comissão Processante aprovadas em 2019 – pedido não acolhido pelo presidente da CMRJ.

5) Agosto de 2020: Guardiões do Crivella – denúncia rejeitada outra vez.

Fora Crivella, a luta continua!