Marcha da Maconha mobiliza 10 mil pessoas

Mesmo sem a ajuda das forças da natureza, a Marcha da Maconha do Rio de Janeiro foi um sucesso. A chuva que caiu durante o último sábado (10) não impediu a participação de aproximadamente 10 mil pessoas. A multidão desfilou animada pelas marchinhas pró-legalização entoadas pelos blocos Planta na Mente e Nada Deve Parecer Impossível de Mudar.

Na frente da manifestação, uma ala formada por pacientes beneficiados pelo uso medicinal da maconha exigia a imediata regulamentação de medicamentos feitos a partir da cannabis. Foram formadas também outras alas, como a feminista, a psicodélica, a dos cultivadores, a dos LGBTTs, e a anticapitalista.

A Marcha mobilizou ativistas de outras cidades, com caravanas saindo de Magé, Niterói, Campos, Volta Redonda e Nova Friburgo. Em Magé, a PM reprimiu cerca de 70 manifestantes que se concentravam para participar do ato. Cinco pessoas foram detidas.

Nosso mandato esteve presente no protesto e fez o lançamento da “Cartilha antiproibicionista dos direitos do usuário”. O material trata, entre outros assuntos, da história da proibição das drogas e dos benefícios medicinais da maconha.

Confira o vídeo produzido pelo blog Hempadão:

No próximo sábado (17), será a vez da galera de Niterói marchar pela legalização da maconha. A concentração terá início às 14h20, no Terminal Rodoviário João Goulart (ao lado das barcas). A caminhada começará às 16h20. Confirme presença no Facebook.