Contra a perseguição política aos educadores grevistas

No dia 1º de outubro, quarta-feira, completará um ano da ação violenta da PM contra os profissionais de educação, impedidos de acompanhar a votação, na Câmara de Vereadores, da proposta do Plano de Carreira imposta pelo prefeito Eduardo Paes. Para marcar esse dia da vergonha, o SEPE-RJ (Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro) realizará um ato, a partir das 17h, na Cinelândia.


O ato também vai relembrar a ocupação da Câmara Municipal, realizada no dia 25 de setembro do ano passado, pelos educadores que estavam em greve.

Veja o panfleto que será distribuído no ato.