Plínio de Arruda Sampaio, presente!

Na sexta-feira passada (11), parlamentares e militantes do PSOL se uniram, durante a tradicional atividade de prestação de contas do partido no Buraco do Lume, numa linda homenagem ao companheiro Plínio de Arruda Sampaio. O ex-deputado federal morreu na terça-feira (08), aos 83 anos, em São Paulo, em decorrência da falência múltipla dos órgãos. Ele completaria 84 anos no próximo dia 26.

Eleito deputado federal pela primeira vez em 1962, Plínio relatou o projeto de emenda constitucional de reforma agrária do governo João Goulart (1961-64). Seu parecer favorável à proposta foi rejeitado pela Comissão Especial de Reforma Agrária da Câmara dos Deputados, hegemonizada pela direita reacionária. No período em que exerceu o mandato, foi indicado pelos jornalistas que faziam a cobertura do Legislativo como um dos dez melhores parlamentares do país.

Com o golpe, Plínio engrossou a lista dos cem primeiros cassados. À época, o cargo de promotor público, que exercia desde 1954, também foi cassado, só sendo reconhecido novamente em 1984, quando foi anistiado e aposentado. Em 1964, foi viver exilado no Chile, onde começou a atuar como técnico da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO, na sigla em inglês), trabalhando na reforma agrária daquele país.

Na década de 80, foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT), sendo responsável pela redação da proposta de estatuto do partido. Pelo PT, Plínio se elegeu deputado federal mais duas vezes, uma delas na Constituinte de 1988, quando foi líder da bancada do partido.

Ainda nos anos 80, se engajou na campanha das “Diretas Já”. Entretanto, sua maior luta foi pela reforma agrária e o fim dos latifúndios.

Em 2005, deixou o PT junto com centenas de militantes e filiou-se ao Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). Em 2006, foi o candidato do partido ao governo de São Paulo, se destacando nos debates pela firmeza e solidez do seu discurso anticapitalista. Em 2010, concorreu ao Palácio do Planalto, já com 80 anos, obtendo 900 mil votos e ficando em 4º lugar. Irreverente e incansável, adotou o twitter como uma das suas principais ferramentas de comunicação.

Plínio foi casado com Marietta Ribeiro de Azevedo por quase seis décadas. Além da viúva, ele deixa seis filhos.

Plínio de Arruda Sampaio, presente!