Homenagem à Luciene Lacerda, da Marcha das Mulheres Negras

Neste ano, a escolhida pelo mandato do vereador Renato Cinco (PSOL-RJ) para receber a medalha Chiquinha Gonzaga, a mais feminista das comendas cariocas, é a psicóloga e ativista Luciene da Silva Lacerda, que receberá a medalha em nome da Marcha das Mulheres Negras.

A homenagem acontecerá no dia 09 de março (segunda-feira), a partir das 20h, na Rua Joaquim Silva, 130, Lapa.

Luciene é uma das organizadoras da Marcha e militante de diversos movimentos sociais. Em 1991, optou por priorizar a luta feminista e anti-racista.

Psicóloga e pesquisadora da UFRJ há 29 anos, é mestre em saúde coletiva, atuando principalmente nos temas: trabalho, assédio moral, raça, gênero, saúde do trabalhador, saúde da população negra e racismo ambiental.

Luciene foi filiada ao PT. No partido, participou do setorial de Negros e Negras entre 1994 e 1996. Em 2005, deixou a organização e colaborou na formação do PSOL. Na nova agremiação, integra os setoriais de Mulheres, Negros e Negras, Saúde e Ecossocialismo.

A “Marcha das Mulheres Negras 2015. Contra o Racismo e a Violência e Pelo Bem Viver” é uma resposta ao racismo e ao sexismo, que determinam as relações de poder e limitam o exercício de direitos, especialmente para as mulheres negras. São elas que carregam o fardo mais pesado, fruto de desigualdades e preconceitos.

Em 2015, ocorrerá a primeira edição da Marcha. No dia 18 novembro, manifestantes ocuparão Brasília, exigindo respeito e acesso a direitos.

Evento no facebook.