Começou o maio verde. Participe da Marcha da Maconha!

Maio é o mês da Marcha da Maconha. No dia 09, ocorrerá a manifestação no Rio de Janeiro. Além de estar presente no protesto, você pode ajudar na luta pela legalização colaborando com as panfletagens de divulgação da Marcha. Vale lembrar que a concentração do ato terá início, às 14h20, no Jardim de Alah. A saída da passeata será realizada às 16h20. Confirme presença no Facebook.

No gabinete da Lapa do vereador Renato Cinco (Rua Joaquim Silva, 130) estão disponíveis camisas, cartazes e panfletos. O espaço fica aberto, de segunda até sexta, de 14h às 22h. Todos os recursos arrecadados com a venda das camisetas serão integralmente repassados para a Marcha da Maconha. Estamos apenas cedendo nosso espaço para ser mais um dos pontos de venda.

Este ano a bandeira da legalização precisa demonstrar uma forte capacidade de mobilização popular. Temos o parlamento mais conservador das últimas décadas, com o crescimento do número de deputados e senadores ligados a grupos religiosos e militares. Neste cenário, a possibilidade de retrocesso na lei de drogas (até o retorno da pena de prisão para usuários) deve ser encarada como um perigo real.

Em abril, o  Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (CESeC), da Cândido Mendes, lançou a campanha a campanha “Da Proibição Nasce o Tráfico”, com cartuns que apontam o fracasso da política de guerra às drogas e as mazelas do proibicionismo. As artes estão circulando pela região metropolitana do Rio em linhas de ônibus, que atendem a Baixada Fluminense.

No plenário, o vereador Renato Cinco (PSOL) apresentou os trabalhos dos cartunistas Angeli, Laerte, André Dahmer, Arnaldo Branco e Leonardo. Veja o discurso:

Outras cidades do Rio de Janeiro também vão marchar pela legalização da Maconha. Veja o calendário:

Niterói

Dia 16 de maio, às 14h20, no terminal de ônibus.

São Gonçalo

Dia 30 de maio, às 16h20, na Praça Zé Garoto