Prefeitura corta mais benefícios dos educadores

A Secretaria Municipal de Educação tem reduzido sistematicamente, através de resoluções e sem aviso prévio, o número de unidades escolares registradas com a categoria de “Difícil Acesso”, ou seja, localizadas em áreas distantes ou com serviços públicos de transporte precários.

No dia 08 de maio, a resolução número 1345 excluiu todas as escolas do bairro de Santa Teresa de tal classificação, acabando com a gratificação que é concedida aos profissionais de educação daquela localidade.

Mobilizados, cerca de 800 professores e funcionários das escolas do bairro fizeram um abaixo-assinado, pedindo a revisão imediata desta decisão. No texto, os educadores alegam que o bairro é “íngreme e próximo ou dentro de comunidades em constantes conflitos”.

É importante lembrar que Santa Teresa é um bairro atendido por um baixíssimo número de micro-ônibus; que muitos taxistas se recusam a subir as ladeiras irregulares da região; e que a linha de Bonde, um dos meios de transportes mais usados da localidade, não funciona desde 2011. As obras para a recuperação do serviço abriram crateras enormes, prejudicando ainda mais o trânsito nas ruas da região.

Em discurso no plenário, o vereador Renato Cinco (PSOL) defendeu a causa dos educadores.

Cerca de 30% dos servidores municipais de educação deixaram de receber esta gratificação no governo de Eduardo Paes (PMDB).