Fora Pedro Paulo: violência contra a mulher não é "assunto privado"!

8O caso de agressão contra a ex-mulher, Alexandra Marcondes, colocou Pedro Paulo Carvalho (PMDB) – Secretário Chefe da Casa Civil de Eduardo Paes – nas manchetes dos principais jornais nos últimos dias.

Em discurso no plenário da Câmara Municipal, o vereador Renato Cinco destacou que as denúncias envolvendo figuras públicas não podem ser consideradas “caso isolado” ou “assunto privado”. Cinco apresentou também dados da violência contra a mulher no Brasil e cobrou do judiciário fluminense explicações sobre o andamento do processo do caso Pedro Paulo.

“Qualquer governo comprometido com o combate à violência contra a mulher deve compreender a importância de se combater a violência doméstica. E aí é inadmissível que um gestor público, que o Secretário Executivo de Governo da Prefeitura do Rio de Janeiro, esteja envolvido em dois episódios graves de violência contra a mulher. Na sua defesa, o Pedro Paulo e o prefeito Eduardo Paes estão, na verdade, contribuindo para a banalização da violência contra a mulher, quando alegam que isso não é do interesse público, é do interesse privado. Estão contribuindo para banalizar a ideia de que briga de marido e mulher ninguém mete a colher, que isso não é um problema público”, afirmou Renato Cinco.

Cinco ressaltou ainda a necessidade de que o prefeito Eduardo Paes e o PMDB, além de recuarem na candidatura de Pedro Paulo, demitam imediatamente o secretário executivo.

“Acho que não basta o PMDB desistir da candidatura do Pedro Paulo à prefeitura do Rio de Janeiro. A sociedade exige isso: que o Pedro Paulo não seja candidato a prefeito, que é um escárnio a todos aqueles que defendem os direitos das mulheres e um escárnio a todas as mulheres da nossa cidade, se essa candidatura for mantida. Mas é também um escárnio que o Pedro Paulo continue a ocupar o cargo de Secretário Executivo de governo. Por exemplo: hoje, o Sr. Pedro Paulo é responsável pela coordenação de governo, inclusive das ações da Secretaria Especial de Políticas para Mulheres. Como, na prefeitura do Rio de Janeiro, nós podemos ter um agressor de mulheres assumindo um cargo que o coloca como responsável, inclusive, por coordenar as políticas públicas implementadas pela Secretaria Especial de Políticas para Mulheres? O prefeito Eduardo Paes precisa responder ao clamor da sociedade e demitir imediatamente o Secretário Executivo Pedro Paulo do seu cargo!”, disse

Veja o discurso na íntegra: