"Desocupa" é movimento proto fascista

77Nos últimos dias tem chegado ao conhecimento da população carioca o surgimento do movimento “desocupa”. Tal grupo está sendo organizado por pais, alunos, professores e servidores que não aderiram à greve, em articulação com a Secretaria Estadual de Educação, e tem se utilizado de métodos violentos para desmobilizar as ocupações das escolas.

Em discurso na tarde da última quarta-feira (11), Renato Cinco denunciou a covardia do governo do estado, que está “terceirizando” a desocupação das escolas. Cinco lembrou que há 3 anos a repressão às manifestações era feita com a truculência policial. Agora, o enfrentamento aos manifestantes se utiliza de mentiras quando, por exemplo, o Secretário Estadual de Educação, Antônio Vieira Neto, afirma que os estudantes correm o risco de perder o ano por conta da ocupação e da greve.

Como consequência dessa mentira, o movimento “desocupa” tem se consolidado. “Um movimento proto fascista, porque usa os mesmos métodos que estiveram na origem dos movimentos fascistas  no início do século XX, que são reunir setores populares para que eles reprimam o movimento organizado dos estudantes”, afirmou Cinco.

Durante o discurso, Cinco exibiu vídeos da violência de integrantes do movimento de desocupação contra os estudantes e uma postagem no Facebook em que a Secretaria Estadual de Educação, em sua página oficial, convoca a manifestação de desocupação.

Veja o discurso na íntegra: