Parlamento italiano vai debater a legalização da maconha

44A Itália entrou na roda de debates sobre a legalização da maconha. Em agosto, o parlamento italiano vai começar a discutir um Projeto de Lei que tira a cannabis da ilegalidade. Vale lembrar que o país já permite o uso da maconha para fins medicinais.

A proposta em questão mantém a proibição da venda entre os indivíduos, mas autoriza o cultivo de até cinco plantas de cannabis em casa e o direito de portar até 15 gramas. Continuará sendo proibido fumar maconha em locais públicos ou no trabalho. Além disso, o Projeto prevê a possibilidade de o Estado cultivar e vender a erva.

Infelizmente, a bancada proibicionista (formada principalmente por parlamentares ligados à Igreja Católica) ainda é majoritária no parlamento. A proposta também enfrenta a rejeição do Poder Executivo.

A legalização da maconha pode contribuir para “enfraquecer” as organizações criminosas, subtraindo de seus recursos “de 8 a 11 milhões de euros por ano”, acredita o escritor Roberto Saviano, especialista em máfia napolitana e autor de “Gomorra”. “As drogas leves são uma moeda de troca entre organizações criminosas e organizações terroristas”, declarou em entrevista a AFP.