Carvão não!

44Enquanto o mundo luta para diminuir as emissões de gases de efeito estufa e para enfrentar as mudanças climáticas, o Congresso Nacional aprovou no dia 19 de outubro um artigo que incentiva a energia suja, com geração de eletricidade pela queima de carvão.

Apoiar essa fonte energética significa negar o Acordo de Paris da ONU e as promessas pelo clima que fizemos para o mundo, indo na contramão de um movimento global pelo fim do carvão. Está nas mãos do presidente Michel Temer vetar esse artigo para garantir que o Brasil siga na direção correta.

O carvão mineral é o mais poluente de todos os combustíveis fósseis. Ele responde por quase um terço das emissões de CO2 do planeta e por mais de 22% das emissões do setor de energia elétrica no Brasil. Isso resulta em prejuízos para o meio ambiente, para a saúde das pessoas e para a própria sobrevivência da vida no planeta, além de um grande custo adicional para os cofres públicos.

Participe da campanha, promovida pelo Greenpeace Brasil, para derrubar esse artigo absurdo