Cassação de Pezão e Dornelles foi publicada no Diário da Justiça

O Tribunal Regional Eleitoral decidiu pela cassação do governador Luiz Fernando Pezão e de seu vice Francisco Dornelles, por 3 votos a 2, no dia 8 de fevereiro. A decisão teve como base a acusação de abuso de poder político e econômico durante a campanha eleitoral. Nesta segunda-feira (20), a deliberação foi publicada no Diário da Justiça.

A representação que provocou a cassação foi apresentada pelo deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL), com base em documentos que comprovam que Pezão utilizou gráficas fantasmas para produzir materiais de campanha e deu aumentos em contratos de empresas que doaram para sua chapa.
Pezão e Dornelles teriam 3 dias – até esta quinta (23) – para recorrer. O governador e o vice podem permanecer nos cargos até o julgamento mas, caso sejam cassados, os dois ficam inelegíveis por oito anos.