Contra a educação proibicionista nas escolas

O vereador Renato Cinco justificou o voto contrário ao Projeto de Lei 1968/16, de autoria do vereador Dr. Gilberto, que “dispõe sobre a realização de seminário antidrogas no início do ano letivo nas escolas da rede municipal de ensino e dá outras providências”.

Em discurso durante a votação do Projeto, que foi aprovado, Cinco criticou a lógica proibicionista da proposta, que ignora a amplitude do debate sobre as drogas, inclusive as que atualmente estão legalizadas.

“Nós queremos realizar uma política antidrogas ou uma política a favor das pessoas? A política antidrogas no Brasil e no mundo vem sendo responsável pela violência de grupos organizados que disputam esse mercado. Essa política antidrogas vem sendo responsável pelas políticas que levam ao assassinato de milhares de pessoas pelas forças policiais que combatem as drogas”, disse.

Da forma como está apresentado, este PL apenas reforça o fracassado discurso proibicionista de combate ao uso, sem apresentar aspectos farmacológicos reais sobre as drogas lícitas e ilícitas.

Veja a íntegra do discurso: