Renato Cinco rebate ataques do vereador Leandro Lyra (Partido Novo)

O vereador Leandro Lyra (Partido Novo) postou em sua página a seguinte mensagem: “Alerta: desonestidade do PT e do PSOL termina em violência na Câmara”. O texto refere-se à votação do projeto que visava acabar com a dupla função nos ônibus do Rio, através de uma emenda que obrigava a volta dos cobradores.

Para o vereador, o problema da dupla função poderia ser resolvido com o estímulo à utilização de bilhete eletrônico, dando desconto aos usuários que preferissem o bilhete ao pagamento em dinheiro. De forma desonesta, o vereador afirmou ainda que a bancada do PSOL incitou a ira dos rodoviários que ocupavam as galerias da Casa.

“O vereador Leandro Lyra afirma que caso o projeto passasse, estava previsto um aumento na passagem para os próximos dias. Previsto por quem? Quem disse que tinha que aumentar o valor das passagens? Será que vereador Leandro Lyra tem acesso à caixa preta da Fetranspor?”, questionou o vereador Renato Cinco, em discurso no plenário.

Para Renato Cinco, a atitude do vereador do Partido Novo é retrógrada e privilegia as empresas concessionárias do serviço público de transporte em detrimento dos trabalhadores rodoviários.

Além disso, o projeto substitutivo de Leandro Lyra poderia ter sido apresentado através da comissão, sem que fosse necessário retirar aquele que já estava em discussão da pauta. “A falta de sensibilidade do vereador Leandro Lyra faz com que ele não consiga perceber que agindo da maneira como ele agiu ontem, adiou em, no mínimo, dois meses essa votação”, lamentou Cinco.

Assista a íntegra do discurso: