Assembleia Popular da Água se reúne no Rio de Janeiro

Sob o lema “água é vida, não é mercadoria”, movimentos sociais, organizações políticas, militantes ambientalistas e pesquisadores se reunirão no sábado, dia 24 de junho, na UERJ Maracanã. O encontro, que acontecerá a partir das 9h, marca a preparação para a Assembleia Popular da Água do Rio de Janeiro, que será realizada no segundo semestre de 2017.

Na parte da manhã, haverá uma mesa de debate com representantes de cada segmento que compõem a Assembleia, apresentando um painel de conflitos sobre o tema da água. Já na parte da tarde, haverá uma divisão em grupos para debater sobre cinco subtemas: preservação e recuperação, necessidades e usos, desastres, acesso e gestão. No fim da tarde, a plenária final apontará os caminhos para a organização da luta pela água no Rio.
Não faltam motivos para a organização da população. O Brasil vêm passando por um avanço no processo de mercantilização da água, expresso pela privatização de empresas públicas de água e saneamento e o cerceamento a este bem fundamental, principalmente em tempos de escassez. Além disso, famílias de baixa renda vivem em permanente crise hídrica, sem acesso à água limpa, o que implica em diversos problemas de saúde para a população.

Por outro lado, experiências ao redor do mundo demonstram que a organização dos povos e a luta por um verdadeiro controle social sobre a captação e a distribuição da água são as únicas formas de reverter este quadro. Em mais de 200 cidades do mundo a água foi remunicipalizada; grandes capitais devolveram a gestão para empresas públicas. A mobilização contra a privatização na Bolívia, em 2000, se tornou um símbolo da luta pela água no mundo.

Defender a água para defender a vida!

Venha construir a Assembleia Popular da água do Rio de Janeiro!

Confirme a participação no evento