Vitória dos servidores municipais!

Depois da ameaça da prefeitura de arguir inconstitucionalidade da lei que amplia a licença paternidade dos servidores municipais para vinte dias, Marcelo Crivella garantiu que manterá o benefício.

O vereador Renato Cinco se reuniu na tarde de quarta-feira (21) com o prefeito. Após a reunião, Crivella ligou para o parlamentar e afirmou que não vai recorrer da ampliação da licença.

Assim, esse direito – estabelecido no dia 14 de junho – continua em vigência. Uma importante vitória!

Diante da promessa, cancelamos uma reunião que faríamos com servidores que procuraram o mandato e com representantes do SEPE e da Defensoria Pública. Todos relataram o descumprimento da lei nas repartições em que trabalham.

Apesar de nossas diferenças políticas, confiamos na palavra do prefeito, de que não vai recorrer da decisão e nem dificultar o acesso a esse direito.

A criação das crianças deve ser responsabilidade tanto do homem quanto da mulher.
O papel dos pais na criação dos filhos tem tido cada vez mais destaque e uma divisão mais igualitária das tarefas de cuidado é fundamental para incentivar uma nova visão do papel do homem na família e em toda sociedade.

A ausência paterna nos primeiros dias de vida do bebê acaba por sobrecarregar a mãe, que se encontra no delicado período puerperal e muitas vezes se recuperando de uma cirurgia (parto cesáreo). A ampliação da licença fortalece também a aproximação e o vínculo afetivo do pai com o recém-nascido ou adotado.

Agradecemos a confiança dos servidores que se mobilizaram e nos procuraram e a pronta atenção do SEPE RJ e da Defensoria Pública, que se dispuseram a nos ajudar nessa luta.

Continuaremos a fiscalizar o cumprimento da lei.