Renato Cinco tem encontro com Secretário de Educação

Na última sexta-feira (04), o vereador Renato Cinco (PSOL) teve uma audiência com o Secretário de Educação, César Benjamin. Cinco foi acompanhado de assessores e de representantes do MST, que solicitaram a intermediação do parlamentar para dialogar com a Prefeitura sobre algumas iniciativas do movimento.

Durante o encontro, foi debatida, em primeiro lugar, a implementação da Lei 5858/15, de autoria do parlamentar, que “institui a Campanha Permanente de Combate ao Machismo e Valorização das Mulheres nas escolas públicas do Município do Rio do Janeiro”.

O Secretário desconhecia a Lei e se prontificou a analisá-la, visando à sua inclusão nas ações desenvolvidas pela secretaria. O vereador aproveitou a ocasião para comunicar que o mandato distribuirá, em todas as escolas da rede, uma carta aos diretores e um cartaz divulgando a Lei.

O aumento da violência no entorno das escolas, com as sistemáticas operações policiais, também foi discutida no encontro.

César Benjamin comunicou que haverá um curso de capacitação sobre a violência sofrida pelas crianças. O secretário disse ainda que realizou uma conversa com as forças de segurança, para tentar alterar a política de confrontos ou evitar operações policiais no horário de mudança de turno.

Já em relação ao atendimento psicológico aos alunos e professores atingidos pela violência, Benjamin disse que a rede possui 88 psicólogos e 80 assistentes sociais, que realizam trabalhos itinerantes. Além disso, 44 professores fizeram um curso sobre comportamento em áreas de risco, e serão multiplicadores desses conhecimentos.

Mesmo com a violência crescente, o Secretário afirmou que não tem avaliação precisa sobre o impacto pedagógico das perdas de dias letivos de cada escola.

Para finalizar, o encontro tratou da produção agrícola do MST no Rio de Janeiro. O Secretário se comprometeu a adquirir a produção dos assentamentos do Rio. Informou que o processo é bem simplificado e que gostaria muito de fazer essa parceria. Diariamente, a SME fornece um milhão de refeições e tem um orçamento de 50 milhões para a agricultura familiar e orgânica.

Além disso, comprometeu-se em pensar em uma forma de troca de experiências entre alunos da rede e os participantes do Encontro Estadual dos Sem Terrinhas, que ocorrerá em outubro na cidade.

Foi uma audiência produtiva e que promete trazer bons frutos. Vamos cobrar.