Tratorzão do governo virou tratorzinho

O golpe na Câmara Municipal foi até o último dia de votação na casa. Além do pacotão de maldades de Crivella, o governo apresentou, ao apagar das luzes, dez projetos ligados à educação sem qualquer debate. Com eles, totalizaram 28 propostas protocoladas nos últimos dias do ano.

Como se não bastasse o prefeito entupir a pauta da Câmara na última quinzena de 2017, ele fez as malas e viajou para Miami. Piada, não fosse trágico e irresponsável. A viagem do alcaide irritou até mesmo sua base e alguns parlamentares foram ao microfone reclamar.

Do pacotão, sobrou uma dúzia de projetos. Se descontados os da educação, o que Crivella conseguiu aprovar mesmo foram apenas cinco propostas, todas emendadas de maneira a enfraquecer as maldades contra a população.

O governo – que pensou que iria passar um tratorzão – conseguiu apenas atropelar com um tratorzinho. A atuação da bancada do PSOL foi fundamental, conseguindo retirar de pauta a proposta de taxação de aposentados e o código de obras. Em discurso no plenário, o vereador Renato Cinco ironizou o líder do governo com um presente.

Veja a íntegra do discurso: