Manguinhos sofre com falta de saneamento básico

Do sonho de morar em um lugar com saneamento básico ao pesadelo de uma obra inacabada. A comunidade de Manguinhos, na Zona Norte do Rio, sofre com o abandono das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que prometia uma grande revitalização da localidade, mas deixou um legado de enchentes e prejuízos para moradores.

Na quarta-feira (14), o vereador Renato Cinco, representando a Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal, participou de uma visita para acompanhar os problemas no entorno do Canal do Cunha, que atravessa a comunidade.

Também participaram da ativida Alexandre Pessoa (Engenheiro Sanitarista da Fiocruz); Sérgio Ricardo (Ambientalista); Rejany Ferreira (Observatório da Sub bacia Hidrográfica do Canal do Cunha); José Bezerra (morador de Manguinhos) e Leonardo Bueno (Setorial de Favelas do PSOL).

Na caminhada pela margem do Canal do Cunha é possível observar as marcas da última enchente que castigou o Rio de Janeiro. Os detritos permanecem nas margens do Rio. Bueiros na Rua Uranos estão totalmente obstruídos.

“Moro há 47 anos em Manguinhos e acompanho todo esse descaso. As obras são sempre paliativas e com o projeto do PAC não foi diferente. A estação de tratamento de esgoto nunca foi entregue”, lamentou o morador José Bezerra.