Auto de Resistência: cineclube em memória Johnatha de Oliveira Lima

O governo de Wilson Witzel já é responsável por um lamentável aumento no número mortes provocadas por policiais. Não chega a ser algo surpreendente, já que o próprio governador prometeu, durante a campanha eleitoral, autorizar o abate de suspeitos.

Neste contexto, o cineclube do Espaço Plínio vai exibir no dia 14 (terça), às 18h, o documentário “Auto de Resistência”, que aborda justamente a questão dos homicídios praticados por policiais.

Após a exibição do documentário será realizado um debate com a diretora da produção, Natasha Neri, e Ana Paula Oliveira, cofundadora do movimento Mães de Manguinhos e mãe do Johnatha de Oliveira Lima.

SINOPSE:

Um documentário sobre os homicídios praticados pela polícia contra civis, no Rio de Janeiro, em casos conhecidos como “autos de resistência”.

O filme acompanha a trajetória de personagens que lidam com essas mortes em seus cotidianos, mostrando o tratamento dado pelo Estado a esses casos, desde o momento em que um indivíduo é morto, passando pela investigação da polícia, até as fases de arquivamento ou julgamento por um tribunal do júri.

Veja o trailer: