Greve Geral demonstra que podemos derrotar a reforma da Previdência

O ainda curto governo Bolsonaro já coleciona uma vasta quantidade de crises envolvendo figuras do primeiro escalão. Somado a isso, ainda enfrenta a insatisfação popular, que se revela nas pesquisas de opinião e nas grandes manifestações que ocorrem este ano.

No último dia 14, a greve geral contou com atos em ao menos 177 cidades. O serviço de transporte teve algum tipo de paralisação em 21 capitais. Destas, em 19 os ônibus ficaram nas garagens.

O vereador Renato Cinco destacou a realização da greve e o momento de convencer a população sobre a necessidade de derrotar a agenda antipopular do governo Bolsonaro.

“Com todas as dificuldades de organização do movimento sindical e dos movimentos populares no Brasil, a classe trabalhadora brasileira conseguiu fazer uma Greve Geral maior do que as centrais sindicais imaginavam serem capazes de fazer”, comentou Cinco.

Veja o discurso:

Cinco ainda enfatizou a importância de a luta contra o governo Bolsonaro não se desmobilizar após a realização da Greve. “É importante que todos os setores que fizeram a greve geral mantenham a postura de mobilização”.