Reforma da Previdência é tema de debate com Denise Gentil

Ao contrário do que diz o governo, a proposta não vai acabar com os privilégios. A “economia” de R$ 1 trilhão que Bolsonaro e Paulo Guedes esperam fazer sairá de cortes dos benefícios e aposentadoria de quem ganha até dois salários mínimos.

A realidade é que o Brasil tem mais de 12 milhões de desempregados e 37 milhões de trabalhadores no mercado informal. E o governo federal quer aprovar uma reforma que visa desmontar a Previdência Pública para que você, em um futuro próximo, recorra aos bancos privados para pagar por uma aposentadoria mais digna.

Para debater sobre o tema, vamos receber a professora do Instituto de Economia da UFRJ Denise Lobato Gentil no dia 8 de agosto, às 18 horas, no Espaço Plínio (Rua da Lapa, 107). Participe!

Lute contra a reforma da Previdência

Na retomada dos trabalhos na Câmara, Renato Cinco aproveitou para criticar o ataque à aposentadoria da classe trabalhadora. “A grande imprensa tenta confundir a população como se a reforma já tivesse sido aprovada. Ela foi aprovada em apenas uma de 4 votações. É muito importante que o povo brasileiro entenda que ainda há tempo de lutar contra a reforma da Previdência”, pontuou. Confira a íntegra do discurso:

O dia nacional de luta contra a reforma da Previdência está marcado para 6 de agosto. Já no 13 de agosto, a manifestação é em defesa da educação pública. No Rio de Janeiro, o ato dia 6 tem concentração a partir das 17 horas na Cinelândia. No dia 13, o ponto de encontro é na Candelária, a partir das 15 horas. Participe e diga não essa enganação!