Vereadores impedem CPI da Censura

Nosso mandato entrou com um recurso contra a decisão do presidente da Câmara Municipal de indeferir o pedido de CPI para investigar a atuação da Prefeitura do Rio na Bienal do Livro. Infelizmente a maioria dos vereadores votou contra a abertura da CPI.

Seguindo ordens de Marcelo Crivella, agentes da prefeitura foram a Bienal com objetivo de recolher um livro da Marvel que retratava um beijo entre dois homens. Uma decisão de caráter homofóbico que afeta a nossa democracia.

“O prefeito deu um passo na direção do autoritarismo, se arvorou ao papel de censor, despachou a guarda municipal para fazer a apreensão de livros e o que é mais grave: contou com a chancela do presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro”, lembrou Cinco.

O vereador criticou ainda a posição da Câmara, que se isentou do seu compromisso com a democracia. “Os vereadores desta Casa estão distraídos. Não estão percebendo o momento histórico que estão vivendo. Estão lavando as mãos para o autoritarismo. É a tragédia escrita na história. O prefeito vira censor e a resposta da Câmara Municipal é que não temos que investigar”.

Veja a íntegra: